Icone do Whatsapp
Icone do Whatsapp

WhatsApp:

(92) 9.8202-9966
Minha conta | Meus pedidos Fale Conosco
Entre ou Cadastre-se

0 Itens

Artigos e Dicas

Colágeno Via Oral: O Corpo Absorve (E Bem)

Suplementos em Manuas

quarta, 24 de abril de 2019 às 00:00:00

COLÁGENO VIA ORAL: O CORPO ABSORVE (E BEM)

Descubra como a suplementação de colágeno pode ser absorvida pelo nosso corpo e quais benefícios ela pode gerar. Tudo comprovado pela ciência.

Há um mito que diz que não adianta suplementar o colágeno por via oral, que o organismo não seria capaz de absorver e direcionar esta proteína para a pele. Esta, no entanto, não é uma afirmação verdadeira. Com o avanço das pesquisas, desenvolveu-se uma tecnologia que reduz o tamanho do colágeno a peptídeos, resultando em absorção de aproximadamente 90%. Descubra neste texto como esta tecnologia funciona e também quais são os benefícios do colágeno para a pele.

Historicamente, sempre houve dificuldade em suplementar, por via oral, o colágeno. Pesquisas mostravam que a efetiva absorção desta proteína era mínima, não ajudando a repor a substância na pele. Com o processo de quebra do colágeno - hidrólise - em cadeias menores, conseguiu-se uma melhoria na absorção. Mas o resultado final ainda era abaixo do esperado.

Posteriormente, descobriu-se que a adição controlada de enzimas era capaz de quebrar as cadeias do colágeno já hidrolisado em partículas ainda menores, chamadas peptídeos, facilitando ainda mais sua absorção pelo organismo. Esta melhoria foi percebida em pesquisas, que apontam mais de 90% de absorção dos peptídeos de colágeno no período de 6 horas após a ingestão.

EFEITOS NA PELE

Adicionalmente, outros estudos apontam que a ingestão de peptídeos de colágeno tipo I é capaz de reduzir rugas. Pesquisadores alemães e brasileiros analisaram 114 mulheres com idades entre 45 e 65 anos. Elas foram divididas em dois grupos e suplementadas com colágeno na forma de peptídeos ou placebo.

Após oito semanas, o grupo que ingeriu peptídeos de colágeno tipo I teve redução média de 20% nas rugas ao redor dos olhos. A pesquisa também registrou aumento de 65% na quantidade de colágeno e de 18% de elastina no mesmo grupo.

Outro estudo, feito por pesquisadores belgas, franceses e japoneses, registrou aumento de 28% na umidade da pele após oito semanas de ingestão de peptídeos de colágeno tipo I. Este aumento na umidade foi mantido por 12 semanas após a ingestão.

NECESSIDADE DE SUPLEMENTAÇÃO

Mas por que precisamos suplementar colágeno? Um dos motivos é a redução no poder do sistema antioxidante do organismo com o passar dos anos. Isso leva ao acúmulo de compostos oxidantes dentro de nossas células.

Estes compostos são os famosos “radicais livres”. Eles são capazes de quebrar as proteínas de colágeno, alterar o ciclo de renovação da pele, danificar o DNA e promover a liberação de citocinas inflamatórias – os principais gatilhos na geração de alterações inflamatórias da pele.

As mulheres também sofrem o efeito por questão hormonal. Por volta dos 45 anos há redução nos níveis de hormônios sexuais e do crescimento. Isso reduz a produção de fibroblastos, células responsáveis pela produção natural do colágeno. Além disso, a falta desses hormônios reduz a elasticidade dos tecidos. Desta forma, o sangue não os percorre na mesma velocidade e fluxo, reduzindo o aporte sanguíneo para as células, a pele e as glândulas sebáceas.

CONCLUINDO

O avanço das pesquisas tornou possível suplementar essa importante proteína de forma simples, por via oral. Ao somarmos isso com a já conhecida carência de colágeno em algumas situações, não há porque não nos beneficiarmos com o tipo de suplementação correta.

Fonte: Essential Nutrition